FESTIVAL INTERNACIONAL - Planeta Reggae Planeta Reggae

FESTIVAL INTERNACIONAL

FESTIVAL INTERNACIONAL

Para celebrar os 55 anos de independência da Jamaica e a amizade do país com o Brasil, o produtor Philip Agostini promoverá o Festival Internacional de Reggae, que durará três dias em três diferentes capitais brasileiras, começando em Campo Grande no dia 8/12, passando por Florianópolis (9/12) e terminado em Porto Alegre (10/12). O festival será na Terra Nova Eventos, que fica na MS 080, km2, saída para Rochedo.

O grupo Big Mountain é um dos grandes nomes do evento. A banda norte-americana tem 26 anos de carreira, tendo se formado na Califórnial. O grupo esteve no Brasil pela última vez há 6 anos. E não é só dos EUA que virão músicos do estilo, ainda tem o cantor Mitchell Brunings, que é considerado o representante de Bob Marley no mundo, aclamado como a reencarnção dele, e os africanos do Kora Jazz Trio, que abrem o festival com sua música instrumental.

“O conceito da primeira edição itinerante do Festival Internacional de Reggae é a imersão e trocas culturais entre Brasil, África, Jamaica, Estados Unidos e Holanda. E para representar esses países vamos trazer bandas internacionais, nacionais e locais. Um misto de cultura e diversão é como celebraremos essa primeira edição”, explica Agostini.

A Capital sul-mato-grossense foi escolhido por estar despontando no estilo. “Em Campo Grande o reggae está crescendo muito, por isso resolvi levar o festival”, afirma o produtor, que além das atrações internacionais, colocará nomes da cidade no evento, como Marina Peralta, que já tem uma grande legião de fãs por aqui e fora do Estado, Cultura Sound System, o dj Xaras Gabriel e Dubmistah, vocalista da banda Chá Nois em seu trabalho com o dj Caio.

A principal mensagem que o evento pretende passar é a mesma do estilo que foi eternizado por Bob Marley, a paz. “Queremos deixar a marca de que Campo Grande pode comportar produções com músicos internacionais crianda abertura para rotas de grandes shows, se descolando um pouco do eixo do sertanejo”, pontua.

Fonte: Campo Grande News

Paulo Pimentel

05/Outubro/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

MENU